sábado, abril 10, 2010


Tempos Modernos

3
(The Persistence of Memory - Salvador Dalí*)

Eu vejo a vida
Melhor no futuro
Eu vejo isso
Por cima de um muro
De hipocrisia
Que insiste
Em nos rodear...

Eu vejo a vida
Mais clara e farta
Repleta de toda
Satisfação
Que se tem direito
Do firmamento ao chão...

Eu quero crer
No amor numa boa
Que isso valha
Pra qualquer pessoa
Que realizar, a força
Que tem uma paixão...

Eu vejo um novo
Começo de era
De gente fina
Elegante e sincera
Com habilidade
Pra dizer mais sim
Do que não, não, não...

Hoje o tempo voa amor
Escorre pelas mãos
Mesmo sem se sentir
Não há tempo
Que volte amor
Vamos viver tudo
Que há pra viver
Vamos nos permitir...

Eu quero crer
No amor numa boa
Que isso valha
Pra qualquer pessoa
Que realizar, a força
Que tem uma paixão...

Eu vejo um novo
Começo de era
De gente fina
Elegante e sincera
Com habilidade
Pra dizer mais sim
Do que não...

Hoje o tempo voa amor
Escorre pelas mãos
Mesmo sem se sentir
E não há tempo
Que volte amor
Vamos viver tudo
Que há prá viver
Vamos nos permitir...

*A Persistência da Memória (1931, óleo sobre tela, 24 x 33 cm, Nova Iorque, The Museum of Modern Art), produzida na França, é uma de suas melhores obras.

Um “delírio comestível”, nascido de um sonho que o pintor teve de um camembert escorrendo (que representa o tempo, que come e também se come).

O relógio no centro da tela parece aludir a uma sela sobre um cavalo branco ou, no tema que nos interessa, um chapéu na cabeça de um homem com bigode, esbaforido, com a língua para fora, exaurido e angustiado por sentir que sua memória se esvai (e derrete como um queijo camembert).

Um homem sem memória é como um relógio que se derrete... Há alguma imagem do século XX mais significativa sobre a perda da memória do homem contemporâneo que esse genial quadro do pintor catalão?

3 comments:

Ana Paula disse...

Que novo tema do blog é esse? adorei para variar!
Vamos dar um pouco de cultura para esse povo (eu, por exemplo!)

Não sei de quais de seus temas amo mais: viagens, obras de arte ou COMPRAS (sapatos, esmaltes, etc, etc e etc)

Greta disse...

Era pra ser só mais um post com música! Mas daí vi esse quadro que amo (e que ilustrava bem o tema!) e resolvi falar sobre ele! hahah Metamorfose Ambulante de temas!!! ;***

Maiara disse...

Uau! Tema bem diferente mesmo! Salvador Dalí é especialista nesses quadros que nos fazem ficar olhando, olhando... tentando decifrar. "Um homem sem memória é como um relógio que se derrete" representa bem esse.

Adorei!

Bjo, bjo

Postar um comentário

A opinião de vocês é muito importante pra melhoria do nosso espacinho! Sugestões, críticas (construtivas), tudo é super bem vindo!!! Tá esperando o que?!? Comenta vai!!! ;***