sexta-feira, setembro 30, 2011


Comprinhas na Gaynor

1


Logo que voltei para o ballet, passei a ler muito a respeito de sapatilhas de pontas e afins. Com a ajuda do São Google, descobri várias informações que eu não tinha na época da minha 1ª temporada, incluindo as melhores marcas de sapatilhas (as razões são facilmente perceptíveis: eu era uma criança, não havia amplo acesso à net - era discada, lembram?!? - kkk , a quantidade de informações na web era ínfima se comparada com o que se tem hoje em dia...).

Bem, a Gaynor é para as sapatilhas de ponta o que Louboutin e Jimmy Choo (entre tantos outros!) são para os sapatos que tanto adoramos! Fabricadas em uma espécie de elastômero, elas tem 2.953 opções, sendo que uma delas, com toda a certeza, se amoldará perfeitamente a seus pés.

Se você tem a oportunidade de ir até a sua sede, localizada na 140 West 16th Street de Nova York, perfeito. Lá mesmo será realizado o fitting e não terá erro: as vendedoras, todas ex-bailarinas, irão encontrar a que melhor se adapta ao seu pé e à suas necessidades. Mas, e se não pudermos ir à Big Apple?!? Eles também encontraram uma ótima solução: pode-se realizar um fitting online, prenchendo um formulário minucioso com informações detalhadas sobre as medidas de seus pés, peso, altura, tempo de treinamento em pontas, utilização de protetores, etc. O mais importante  é o preenchimento de um chart quadriculado, no qual você deverá fazer o desenho preciso do contorno dos seus pés, respeitando as instruções. Nele, todas as medidas das distâncias e circunferências mínimas de cada pé são calculadas, trazendo informações importantes para que os fitter specialists da GM possam indicar a melhor sapatilha para você. Há também a possibilidade de enviar fotos de cada um dos pés, mas isto é opcional.

Eu tive a maior sorte do mundo: meus pais estavam com viagem marcada para os EUA e sua última  parada era onde? YES! New York City!!! Nem pensei duas vezes em encomendar logo meu mais novo sonho de consumo! kkk Segui todos os passos do fitting online e, no dia seguinte, já estava com a minha pontuação: 8M/4-221-33. Agora só restava esperar the last stop! E nada melhor do que ficar sonhando enquanto ela não chegava né? Comecei, então, a vasculhar o site. Li relatos das grandes bailarinas, das professoras de ballet... Até chegar na seção dos acessórios! Lá já comecei a aumentar a minha lista: iniciando por protetores de calcanhar (porque li que ela, no começo, faz crateras no seu calcanhar), protetores de dedos kkk (bailarina que é bailarina sabe os estragos que uma sapatilha de ponta faz!), passando por fitas e elásticos (indispensáveis né?!), e terminando no livro The Ballet Companion, escrito pela própria Eliza Gaynor e num kit de exercícios a serem realizados com Resistabands (elásticos gigantes!), que garantem aumentar a força e a flexibilidade (!!!). Aproveitando, pedi logo, também, um collant (leotard), um shortinho e meias reversíveis! kkk Pacote completo né?!?

E para a minha total felicidade, tudo serviu direitinho! A sapatilha ficou perfeita, ainda não fiz aula com ela, mas já testei bastante em casa! E sim, ela é tudo o que dizem!!! Linda, super bem acabada, se amolda perfeitamente ao arco do seu pé... infelizmente, a parte da cratera no calcanhar também é verdade! E achei que, mesmo com a ponteira de silicone, meu pé ficou doendo mais do que com a Capézio... =/ Vamos ver a evolução!

Ah, e já comecei a ler o livro também! E estou adorando. Fala dos princípios do ballet, sua história, como são (ou deviam ser) as aulas, como devemos nos comportar em sala, no palco, em audições... como fazer coque, como pregar as fitas e elásticos... Enfim, um super guia! Conforme eu for avançando na leitura, posto as coisas mais interessantes por aqui! ;)

Amei também as meias e o collant: tudo de ótima qualidade! E já estreei o tal The Dancer's Dozen e achei bem legal. Não sei se to fazendo os exercícios corretamente, mas acho que tá no rumo! kkk Depois conto se melhorou alguma coisa ou se é só enrolada! =D

Bem, acho que é isso! Estou alegre e satisfeita com minhas comprinhas na Gaynor! Se você também se interessou, passa lá no site pra sonhar. Quer algum acessório mas não tem nenhuma viagem marcada pra NY e não tá afim de pagar frete internacional?! Passa no Mundo Dança. Lá eles tem vários produtos da marca, incluindo a sapatilha, pelo preço salgado de R$400,00 (a minha custou $98 doletas! beeem mais em conta!). Mas o preço dos acessórios não diverge muito. Pode comprar sem medo! ;)

quarta-feira, setembro 21, 2011


Go Try It On!!!! (2)

2
Não sei se vocês lembram, mas já falei deste site/app aqui. Esqueceu? Não faz mal! kkk O Go Try It On é uma espécie de conselheiro fashion. Depois de horas e horas em frente ao seu closet, bateu aquela dúvida se sua roupa tá realmente legal pra ser usada no evento do ano? Ou num encontro? Ou, simplesmente, para qualquer outra coisa? Faça o upload do seu look em 3 passos super simples e pronto, em cerca de 10 min você terá um veredito: wear it (use) ou change it (troque).

Mas, o que me faz vir aqui para falar novamente dele, são as recentes novidades trazidas pelo site. Adivinhem só?! Vamos brincar de ser peronal stylist?!? Agora você tanto pode ter seu próprio personal (e não apenas um... quantos você quiser!), como também ser escolhida como tal por milhares de usuários do aplicativo. Não é maravilhoso?!? Quando você adiciona um personal, seus look irão, imediatamente, aparecer numa lista de "To Do's", e, dentro de pouco tempo, você receberá críticas e/ou elogios!

Agora, o que me deixou mais empolgada! Eu fui escolhida para ser uma das "Featured Stlylists" do site!!!! *_* Sim, mas o que isso quer dizer? Bem, meu nome aparece numa determinada seção (clik), juntamente com algumas outras pessoas, todas usuárias do aplicativo, além de grandes nomes como "GAP" e "SEPHORA". Segundo o email que recebi (imaginem a alegria quando vi!!! kkk), fui selecionada por eles acreditarem "que eu sou um dos membros mais estilosos (...) e que meu senso superior de moda (kkk, vou ficar me achando hein?!?) me deu o status de "A-list" na comunidade GO TRY IT ON".

THE email!!! kkk

A seção no site!

Pois é, gente, vamos logo acessando e adicionando seu (s) personal (s), fácil e rápido! kkk  E não se espante quando for adicionada de volta! Porque, como eles dizem no email, quando você tem estilo, atrairá inúmeros seguidores!!!

Me espantei quando recebi esse email hoje: a GAP me adicionou como personal stylist!!! A G-A-P!!!! Ainda nem to acreditando! kkk Hoje vou dormir nas nuvens!!!

"Stay Fabulous!!!"

xoxo,

Greta

segunda-feira, setembro 05, 2011


Barbie Girl - Aqua

2
Simplesmente adorava essa música quando criança!!! Ficava criando mil e uma coreografias e até aprendi a dançar como uma boneca! kkk E o clipe é perfeito! Reparem na casa da Barbie e em todos aqueles "acessórios" indispensáveis para transformar a brincadeira: a piscina da Barbie, o cavalo da Barbie, o carro da Barbie, os patins da Barbie... Eu tinha tuudo!!! Bons tempos... kkk

sexta-feira, setembro 02, 2011


Bailarosa

1
Vi no blog "Dos Passos da Bailarina" da Cássia Pires e adorei. Pra não esquecer nunca!

BAILAROSA

Era uma vez uma rosa branca. Ela nasceu por acaso no meio de lírios, como todos sabem, os lírios são bailarinos.

Por isso que na natureza eles são conhecidos como “bailalírios”. De qualquer forma, a rosa branca sonhava durante o dia, e de noite se maravilhava com o espetáculo dos seus vizinhos. Seu sonho era dançar como eles, mas eles falavam “Rosas não dançam. Principalmente as brancas!”

Devo dizer que esses comentários deixavam a pequena rosa muito triste. Mas ela não se deixou convencer e todas as noites observava com atenção a dança dos lírios e tentava repetir os movimentos. Uma certa noite, um dos lírios viu a pequena rosa se movimentando e falou “Você não pode se dobrar desse jeito, faz assim, como eu.” A pequena rosa era só felicidade, finalmente um lírio resolveu lhe ajudar.

Assim, todas as noites ela se aproximava do lírio que a ajudava, não posso dizer que o lírio era carinhoso com ela, porque não era. E por isso a rosa resolveu perguntar: “Por que você me ajuda se não acredita em mim?”.

“Porque me doía as pétalas ver você dançando daquele jeito. Mas devo admitir que você está pegando o jeito da coisa.”

A pequena rosa ficou em êxtase com esta observação. Elas continuaram treinando todas as noites. Mas a rosa não praticava só a noite, durante o dia ela fazia exercícios e praticava, enquanto os lírios dormiam ou faziam outras coisas.

Certo dia todos os lírios estavam muito agitados, a rosa perguntou o que estava acontecendo. “Em que mundo você vive?”, perguntou um deles, “Daqui uma semana entramos na primavera e temos que fazer o nosso show. Quando começamos o show, os pássaros começam a chegar e dançam com aquele que eles consideram o mais gracioso bailalírio.”

Vendo o olhar perdido e sonhador da pequena rosa, o lírio adicionou uma gota de veneno. “Mas você não precisa se preocupar com isso, afinal, sua dança é só por diversão. Deve ser bom já saber que os pássaros não vão te escolher, assim você nem fica nervosa.”

A rosa branca teve um momento de tristeza, um de raiva, um de pena de si mesma seguido de depressão e depois mais raiva. Sua “professora” a viu em um canto e foi até ela, “O que você está fazendo aqui? Temos que treinar a coreografia.”

“Eu faço parte da coreografia?”, perguntou a rosa quase sem acreditar nas palavras que saiam da sua boca.

“Você acha que eu sou o tipo de lírio que perde tempo com rosinhas inseguras? Nem precisa responder, eu acho que você treinou muito e tem o direito de participar da coreografia, mas você quem sabe.”

O lírio estava indo embora quando a rosa foi atrás dele dizendo que queria muito participar.

A coreografia era mais fácil do que a pequena rosa tinha imaginado, mas é claro que elas tinham que praticar muito até ficar realmente boa. Porém, para a surpresa da nossa amiga, parecia que só ela achava que os ensaios eram importantes. Os lírios ensaiavam uma ou duas horas e depois iam fazer outras coisas, como arrumar as pétalas e falar sobre como seria excitante se os pássaros voassem com um deles.

A rosa foi atrás da sua “professora”, mas essa também parecia não estar preocupada com a coreografia, pois ela estava realmente inquieta com a sua apresentação solo. O motivo pelo qual ela tinha uma apresentação solo era porque na primavera passada os pássaros a escolheram.

Sendo assim, a rosa praticava sozinha, passava horas e horas ensaiando a coreografia do começo ao fim.

Finalmente o grande dia chegou, todos estavam nervosos. Elas começaram a dançar e os pássaros começaram a chegar. A pequena rosa ficou muito surpresa com os erros que os outros bailalírios faziam, mas mesmo assim continuava a sua dança dando o melhor de si. No meio da apresentação elas pararam em pose, era o momento do solo. Pela primeira vez, a rosa não se sentiu inferior a sua “professora”, ou em relação a qualquer lírio. Não que eles não estavam dançando bem, mas estava longe de ser um espetáculo divino.

De qualquer jeito, o solo acabou e elas fizeram a última parte da coreografia, era nessa parte que os pássaros deviam começar a dançar com um deles.

A pequena rosa estava concentrada em não cair, enquanto se equilibrava na ponta de uma de suas folhas, quando viu uma asa perto dela, levantou o olhar e viu os pássaros voando entre elas, mas ela não podia ver em torno de quem. “Deve ser alguém perto de mim”, ela pensou.

Continuou a dança, faltavam só alguns passos para terminar, no seu último movimento percebeu que os pássaros estavam bem perto dela. “Não, não pode ser. Voam perto de mim!” Ela se sentiu tão esplendorosa que continuou a dançar até depois que a coreografia já tinha terminado.

Porém, pouco a pouco, ela foi parando, ao ver as caras feias dos lírios em torno dela e dos pássaros. Quando eles pararam de dançar, um dos lírios se aproximou e disse: “Vocês estão loucos? Ela nem é um bailalírio de verdade!”

“É verdade, ela não é um bailalírio”, disse um dos pássaros. “Ela é uma bailarosa.”

“Não importa o que vocês dizem, ninguém pode nos convencer que essa aí é a que dança melhor.”

“E quem disse que nós escolhemos aquela que dança melhor? Escolhemos aquela que dança com a alma. Pois é isso que faz a diferença. É fácil saber a técnica, é fácil ser naturalmente graciosa, mas só quem dança com alma consegue fazer com que os outros tenham vontade de dançar também.”

Depois dessa afirmação, os pássaros e a pequena rosa branca dançaram e dançaram por muito tempo. E para o desespero dos lírios, depois daquele dia, outras rosas começaram a nascer por ali. Ou melhor, outras bailarosas, pois todas eram delicadamente apresentadas à dança pela pequena rosa branca.

Texto de Marina Sandoval, publicado em Fairy Tale.

quinta-feira, setembro 01, 2011


In love...

3

- Sabe quando você sente aquele frio na barriga só de pensar nele?

- Sabe quando você conta as horas, os minutos e os segundos só para o rever?

- Sabe quando todos os seus pensamentos são voltados só para ele?

- Sabe quando seus olhos brilham só de ouvir algo relacionado a ele?

- Sabe quando você se esforça ao máximo pra mostrar apenas seu lado mais perfeito a ele?

- Sabe quando ele te machuca e você nem liga, porque só o que importa é estar com ele?

- Sabe quando você estremece só com o simples pensamento de perdê-lo?

Sim, todos os sintomas são bem claros... 

Não tem como negar...

I'm madly, deeply, completely in love with you...

B-A-L-L-E-T

E espero que dessa vez seja pra sempre!