quarta-feira, março 02, 2011


Ah, L'Amour...

3

Inevitável foi sua presença em sua função de se encaixar nas lacunas da minha personalidade frágil e incompleta. Misterioso foi sua chegada em um jogo de coisas nunca antes observadas e um silêncio sedutor que clamava minha presença. Esse sentimento danado com suas ações feéricas e utópicas, mas tão reais e palpáveis. Ah, amor. Doce atração. Amarga ilusão. Antítese de fatos. Uma montanha-russa de emoções que jamais podem ser esquecidas. Uma hora ele te chamará para dançar, e, mesmo que não consiga dizer nada no momento, estando estagnada pelo decorrer dos fatos, o movimento inusitado dos seus lábios em breves palpitações poderá ser interpretado como um tímido sim. Hesite, mas não relute. Agarre, mas deixe-o suspirar algumas vezes. Aproveite o momento porque o eterno é algo completamente subjetivo. Não deixe de rir, porque o alívio é algo brevemente duradouro. 

Aleex Zalache.

3 comments:

Coisicando disse...

Feliz dia da mulher (:
Equipe Coisicando

coisicando.blogspot.com

Ana Carolina disse...

Adorei seu blog!
Bjos!
=)

Ricardo Aguiar disse...

Greta! Voltei ao mundo dos blogs!
acessa lá! nospalcosdavida.blogspot.com

Postar um comentário

A opinião de vocês é muito importante pra melhoria do nosso espacinho! Sugestões, críticas (construtivas), tudo é super bem vindo!!! Tá esperando o que?!? Comenta vai!!! ;***